Editorial

Marcos Emanoel Pereira

Texto completo: PDF


Dossiê “Cognições Sociais em Contextos Diversos”

Apresentação

Sonia Gondim, Marcus Eugenio de Oliveira Lima, Antonio Virgílio Bittencourt Bastos & Jairo Eduardo Borges-Andrade

Texto completo: PDF

Cognições Sociais: uma introdução

Marcos Emanoel Pereira & Antônio Virgílio B. Bastos

Texto completo: PDF

Cognições e Aprendizagem na Psicologia Organizacional e do Trabalho Contemporânea

Elizabeth Loiola, Antônio Virgílio B. Bastos, Jairo Eduardo Borges-Andrade, Ana Carolina Aguiar Rodrigues, Claudio Leopoldino, Janice Janissek de Souza & Jorge Néris

Texto completo: PDF

Abordagens Metodológicas em Psicologia Social e da Saúde

Claudio Torres, Ronaldo Pilati & Sônia Regina Fernandes

Texto completo: PDF

Abordagens Metodológicas em Psicologia Organizacional e do Trabalho

Gardênia da Silva Abbad, Katia Puente-Palacios & Sônia Maria Guedes Gondim

Texto completo: PDF

Pesquisas em Psicologia Social e da Saúde

Autores: Sonia Regina Fernandes, Elza Techio & André Faro

Texto completo: PDF

Formação e Difusão das Cognições Sociais: TV, Racismo e Homofobia

Marcus Eugênio de Oliveira Lima, Dalila França, Raimundo Gouveia & Ana Clésia da Silva Costa

Texto completo: PDF


Artigos

Trabalho do formador de professores para a educação profissional

Deivis Perez

ResumoResumo: Este artigo apresenta pesquisa sobre o trabalho do formador de professores para educação profissional, que objetivou examinar os instrumentos laborais destes profissionais, a concepção de mediação pedagógica subjacente aos textos prescritivos do trabalho e as matrizes teórico-metodológicas mobilizadas na atividade laboral. O aporte teórico foi a Clínica da Atividade, vertente da Psicologia do Trabalho. Adotou-se a autoconfrontação simples para recolha dos dados, que articula entrevista, observação, análise documental e registro em vídeo do trabalho. Foram voluntários o coordenador e três formadores de curso de instituição educacional paulista. Os resultados apontaram que o trabalho dos formadores é atividade dirigida para outras pessoas, com uso de instrumentos concretos e imateriais. Os textos prescritivos sugerem a utilização da abordagem cognitivista de educação, mas na ação efetiva dos formadores adotou-se perspectiva histórico-cultural de desenvolvimento humano. Ao final há as limitações desta pesquisa e sinaliza-se a necessidade de produção ulterior de estudos sobre a temática. Recolher | Texto completo: PDF

Dança-movimento em idosos: implicações no corpo e na produção de subjetividade

Juliana Soares Bom Tempo & Fernanda Vitti

ResumoResumo: Tendo em vista as exigências estéticas e capitalistas sobre o corpo e a desvalorização da potência do corpo idoso na sociedade atual, propusemos analisar a relação dos idosos com o corpo e com o mundo, e os efeitos da dança e do movimento corporal na produção de subjetividades. A partir do método da cartografia, de pesquisa-intervenção, foram realizadas quatro oficinas de movimento corporal e dança com um grupo de idosos de um Centro de Convivência, utilizando produção de desenhos, entrevistas iniciais e finais individuais, além da construção de diários de campo pelas pesquisadoras. Os dados foram analisados na relação com os conceitos de subjetividade de Guattari e de corpo e movimento de Gil, buscando nas entrevistas e diários de campo afetos e transformações nas relações com os corpos. Observou-se que os idosos passaram a estabelecer novas relações, abrindo-se às potências geradas nos encontros na potencialização criativa da vida. Recolher | Texto completo: PDF

Homossexualidade e a Psicologia: revisitando a produção científica nacional

Maria Edna Silva de Alexandre, Edgley Duarte de Lima & Lilian Kelly de Sousa Galvão

ResumoResumo: O presente artigo teve por objetivo fazer um levantamento bibliográfico acerca das questões discutidas no âmbito da Psicologia sobre o tema homossexualidade. Para tanto, foi realizada uma revisão sistemática da literatura nas principais bases de dados que indexam periódicos. Os dados foram organizados a partir da técnica de análise de conteúdo de L. Bardin. Dessa forma, constatou-se que a produção científica brasileira sobre o tema homossexualidade, paulatinamente, está saindo do campo da invisibilidade acadêmica, e a Psicologia tem contribuído com o debate dando ênfase as seguintes categorias temáticas: (1) Concepções teóricas e história da homossexualidade; (2) Homofobia e preconceito internalizado; (3) Homossexualidade e repertórios discursivos; (4) Homossexualidade e movimentos sociais; (5) Homossexualidade e adoção; (6) Psicologia e questões de gênero. O estudo se propõe a ampliar as altercações que perpassam o tema homossexualidade, bem como identificar lacunas a serem pesquisadas e respaldadas teoricamente. Recolher | Texto completo: PDF

O controverso discurso do politicamente correto: algumas considerações e desdobramentos

Mateus Pranzetti Paul Gruda

ResumoResumo: O politicamente correto é uma forma discursiva que começou a ganhar força, sobretudo, a partir de meados da segunda metade do século XX e vem se consolidando como um tipo de discurso relevante na contemporaneidade, ao ser causador e/ou alvo de diversas polêmicas e controvérsias. Neste texto, discutimos dialeticamente algumas implicações e impactos que o discurso do politicamente correto detém nos processos de subjetivação atuais. Para tal, levantamos perspectivas positivas e negativas acerca de tal tipo discursivo, elencando criticamente tanto as que o encaram como uma forma de coerção, policiamento, censura e sufocação da liberdade da linguagem, como aquelas que o compreendem como algo necessário à sociedade quando visa uma normatização na esfera pública em termos de repensar efetivamente acerca das desigualdades históricas existentes e propagadas continuamente, dentre outros mecanismos, pela linguagem corrente. Defendendo intransigentemente a igualdade, nos filiamos à segunda perspectiva. Recolher | Texto completo: PDF


Resenha

“Cultural dynamics of women’s lives”

Delma Barros Filho

Texto completo: PDF

Leave a Comment